Pages

16 de abril de 2015

Não basta ter títulos de Mestre e Doutor, tem que saber ensinar!!!!!

          Para ensinar em uma instituição de ensino superior hoje, necessita-se de títulos de Mestre e Doutor o que torna o mercado mais complexo e qualificado. Qualificado sim em termos de currículo, professores com uma bagagem maior de conhecimento teórico, mas muitas vezes pobre em prática da arte de ensinar. 
           É nítida a presença de professores qualificados, motivados a ensinar e ao mesmo tempo, percebe-se um grande número de professores que estão despreparados, perdidos no quesito docência do ensino superior. Perdidos porque não sabem planejar de forma mais atrativa, dinâmica. São extremamente dependentes de recurso como datashow e que se o mesmo apresenta problemas, o professor não consegue dar aula, fica perdido seja porque não sabe o conteúdo, não tem um segundo plano/estratégia ou porque não se planejou passando então a enrolar ou como eu poderia dizer "ficar enrolado".
           Para que serve a disciplina de métodos e técnicas de ensino? Para que existe esta disciplina se o professor não os coloca em prática? O professor não é mais aquele agente transmissor do saber onde o aluno escuta, memoriza de maneira passiva. Atualmente, é importante que o docente transmita o conteúdo de forma interativa com o discente utilizando as técnicas de ensino para que o conhecimento possa chegar até ele, aluno.
            Portanto, esse é mais um desafio dos gestores de instituições de ensino superior, conseguir professores que estejam aptos a dar aula de forma que haja uma interação do professor com o aluno onde o docente tenha sim o dom de ensinar e não o de enrolar.
             Existem várias técnicas de ensino que os docentes podem utilizar de forma a tornar suas aulas mais diversificadas como:

          1) Estudo dirigido: Esta técnica é realizada em sala de aula de maneira individualizada. O professor elabora previamente um roteiro de estudo e entrega ao aluno. Em vez de o  docente apresentar o conteúdo de forma expositiva, o aluno irá estudar por meio do roteiro sendo depois interessante promover uma discussão sobre o assunto. O estudo dirigido pode se tornar um bom ou mau aliado do professor, o que vai depender neste ponto serão os objetivos da aula. Pode ser executado dentro ou fora de sala de aula. Esta técnica tem os seguintes objetivos:
              - Fazer com que o aluno aprofunde o conteúdo do texto didático;
              - Desenvolver no aluno a reflexão acerca do que está sendo estudado;
              É uma técnica que se torna indispensável quando se tem o objetivo de fazer com que o aluno fixe ou revise o conteúdo.

            2) Seminário: O seminário é destinado a um grupo de alunos que irá apresentar, debater determinado conteúdo sob a supervisão do professor. É importante que durante a apresentação do seminário seja evitado discursos para que a não fique monótono. O seminário se bem elaborado, supervisionado, oferece ao aluno a oportunidade de se desenvolver  tanto intelectualmente por meio da investigação do assunto, como oralmente. Quanto ao papel do professor, é importante que o tema do seminário fique bem claro assim como os objetivos. Recomendar bibliografia também faz parte do papel do docente. Quanto ao papel do aluno, cabe a ele ler a bibliografia sugerida e estudar previamente o assunto a ser debatido. Materiais e recursos que serão utilizados também ficam a cargo dos discentes. O tema pode ser apresentado por meio da exposição oral ou debate. Para que haja êxito será necessário o empenho tanto do professor como dos alunos.

              3)  Aulas expositivas: Esta técnica passou a ser muito criticada, vista como ultrapassada e quem adotasse era contra as inovações tecnológicas em sua prática pedagógica. Neste modelo o professor era visto como o centro e o aluno como um mero ouvinte, memorizando passivamente o conteúdo. Atualmente, as aulas expositivas são importante e podem ser bem sucedidas se o professor souber desenvolver. É necessário que ao apresentar o conteúdo, o docente interaja com o aluno de maneira ativa havendo a troca de experiências, a contextualização porque o professor aprende sim e muito com o aluno. É importante que seja estimulado o pensamento crítico do discente durante a exposição tornando então a apresentação mais dinâmica.

              4) Discussão em classe: É um dos métodos mais adequados ao ensino universitário. É rejeitado por grande parte dos professores porque muitos pensam que é perca de tempo. Se bem planejado e desenvolvido a discussão em classe pode se tornar um momento muito rico, de troca de experiências. É importante que o professor durante a atividade exerça a liderança de modo que a turma não fuja do assunto previsto. É uma técnica que incentiva os alunos a ouvir a contribuição dos colegas de forma respeitosa e também a se expressar oralmente perante a turma. É importante para a realização desta atividade que o professor domine o conteúdo a ser debatido.




0 comentários:

E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

Então acesse clicando aqui
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.