Pages

28 de janeiro de 2011

Preparando a lancheira


Especialistas dão dicas de como preparar a lancheira

Por Mariana Tramontina

Longe dos olhares dos pais, chocolates, refrigerantes, balas e frituras lideram o ranking das preferências dos alunos nas cantinas escolares. E, se vale uma dica, não adianta proibir. Pelo menos é o que aconselha a nutricionista Adriana Martins de Lima.

"Não adianta nada restringir certos alimentos na escola. Se a criança gosta, uma hora ou outra, ela vai comer na rua. É preciso criar hábitos alimentares saudáveis e ensiná-la a gostar de legumes, verduras e frutas", disse a nutricionista Adriana Martins de Lima.

A dica é seguida à risca pela professora da rede pública Adriana Pássaro Corinaldesi. Na lancheira da filha Carolina, aluna do terceiro ano do ensino fundamental, estão sempre presentes uma barrinha de cereal, uma bisnaguinha com queijo e presunto ou geléia, e sucos naturais. 

"Depender da cantina da escola sai caro e não é nada saudável. O problema é que um suco natural é mais caro do que um refrigerante".

A coordenadora do curso de nutrição da Unip (Universidade Paulista), Ellen Daniela de Souza Coelho, recomenda os sucos no lugar dos refrigerantes, mas faz uma ressalva. "Alguns sucos são artificiais, ricos em açúcar e corantes. Esse consumo não é recomendado. Deve-se selecionar os de frutas naturais ou de polpa".

Veja outras dicas da nutricionista:


  • Tente sempre colocar alimentos de todos os grupos: construtores (ricos em proteínas); energéticos (os carboidratos); e reguladores (frutas, legumes e verduras)




  • É preciso colocar na lancheira alimentos que possam ser mantidos à temperatura ambiente, sem riscos de se deteriorar e contaminar a criança




  • Evite alimentos gordurosos ou muito calóricos, como bolachas recheadas, salgadinhos, refrigerantes e doces. Basta incluir alimentos saudáveis e nutritivos, como frutas, queijos, sucos e iogurtes




  • Sucos naturais, feitos com fruta fresca em casa, devem ser colocados em garrafas térmicas, por causa da oxidação e da perda das vitaminas. Uma opção é substituir por chá




  • É mais fácil mudar os hábitos alimentares se isso for feito gradativamente. Se a criança está habituada a tomar refrigerante diariamente, combine com ela para diminuir o consumo para três vezes por semana, depois para duas vezes, até chegar a uma vez por semana (um copo de 200 ml).
  • 1 comentários:

    Ana Paula Ruggini Zarpelon disse...

    Acho um absurdo alimentos saudáveis serem mais caro que os demais, como no caso do suco natural X refrigerante.

    Adorei as dicas para o lanche das crianças, ainda não tenho filho mais já vou me preparando para criar uma consciência saudável nele.

    Abraços!

    E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

    Então acesse clicando aqui
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.