Pages

24 de janeiro de 2011

Material escolar, ao lado do IPTU e IPVA, um dos grandes inimigos da economia doméstica no início do ano

Comprar a lista completa de material escolar de muitos colégios particulares chega a custar para os pais o preço de uma mensalidade extra, segundo levantamento feito pelo Estado.

Daniel Teixeira/AE-14/1/2011

Maratona. A empresária Viviane de Souza Santos pesquisou 
muito antes de  comprar o material dos três filhos e do enteado,
 e o esforço compensou: ela diz que teria gasto quase o dobro. 

Os livros costumam ser a parte mais cara da lista - variam de R$ 800 a R$ 1,1 mil para o último ano do ensino fundamental em escolas de São Paulo que cobram mensalidades na faixa de R$ 800 a R$ 2 mil. A parte de papelaria gira em torno dos R$ 250 se não forem escolhidas as marcas mais caras - apenas um fichário pode custar R$ 190; o preço de um compasso varia de R$ 3 a R$ 59. Em colégios do Rio, a situação não é diferente. O gerente do Senac Vinicius Leite conta que gastou R$ 1,9 mil para cumprir a lista de seu filho, no 6.º ano do tradicional colégio São Bento. É o valor que paga de mensalidade. "Não questiono a necessidade. A questão é que preciso comprar, então as editoras põem o preço que quiserem", reclama Leite. "Mesmo trabalhando em uma instituição de ensino não consigo descontos."... Leia mais no Estadão

0 comentários:

E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

Então acesse clicando aqui
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.