Pages

16 de março de 2012

Vantagens da escola integral

Do Educar para crescer:

10 vantagens do período integral

O Brasil tem muito a aprender com os países que hoje são modelo em educação. Na Finlândia, Coreia do Sul, Irlanda e Chile, os estudantes passam o dia todo na escola - em média, nove horas - enquanto por aqui, a maioria dos alunos não fica mais de cinco horas por dia em aula. E isso, claro, interfere não só na qualidade da educação como também no desenvolvimento do país.

Aos poucos, no entanto, esta realidade começa a mudar. Muitas escolas brasileiras já oferecem a opção do período integral, um alívio para os pais, que cada vez mais precisam trabalhar o dia todo e não conseguem dar o suporte que os filhos precisam para serem bem sucedidos nos estudos. "Contamos com apoio pedagógico, orientação educacional, toda a estrutura da escola. Uma criança que fica em casa não tem isso", explica Karin D. Flores, coordenadora do turno integral do colégio La Salle Dores, de Porto Alegre.

Além da estrutura física, como quadras, piscinas, salas de música e teatro, as escolas que trabalham em período integral oferecem também orientação em tempo integral. E os resultados aparecem. "Os alunos do integral são privilegiados. Ninguém faz lição para eles, mas há uma orientação para as tarefas e estudos. E o rendimento melhora", afirma Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo.

Segundo a coordenadora do período integral do colégio Marista Santa Maria, de Curitiba, Josiane Conke, mais do que uma melhora no rendimento escolar, pais e filhos ganham muito em qualidade de vida ao optar pelo período integral. "Nós não podemos mais fechar os olhos para as famílias em que pai e mãe trabalham o dia todo. Para eles, existe uma melhora na convivência familiar." Confira, a seguir, por que escolher uma escola com período integral e o que estudar o dia todo pode trazer de bom para seu filho e sua família.


1) Melhora o rendimento do aluno

No período integral, o aluno tem um horário destinado para realizar as tarefas do dia e para estudar para as provas, sempre com orientação de profissionais especializados. "São alunos bastante responsáveis, autônomos. Eles criam o hábito de fazer a lição do dia. E realmente têm um rendimento melhor", conta Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo. "O retorno que nós temos dos professores é de que há um diferencial das crianças do integral em relação à cultura e ao rendimento escolar", diz Josiane Conke, Coordenadora do Período Integral do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.

2) Libera os pais para o trabalho

Pais e mães precisam trabalhar fora. E não há como não se culpar por não conseguir acompanhar a vida escolar dos filhos ou proporcionar atividades extracurriculares que também são muito importantes para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes. O período integral supre essas necessidades e deixa os pais tranquilos para trabalhar o dia inteiro. "A escola cria um pacto com a família: as crianças não precisam sair da escola para fazer as atividades e contam sempre com orientação especializada", afirma Karin D. Flores, coordenadora do turno integral do colégio La Salle Dores, de Porto Alegre.

3) Supre a necessidade de praticar esportes

Natação, balé, futebol, xadrez... Qual é o pai que tem tempo de levar e buscar os filhos em todas essas atividades? Isso sem contar o dinheiro extra que precisariam destinar para cada modalidade diferente. Esta é uma das vantagens do período integral. "É bom para a criança e para a família, que não tem aquela preocupação de não ter tempo de levar o filho para praticar um esporte, porque a escola supre essa necessidade", ressalta Josiane Conke, Coordenadora do Período Integral do Colégio Marista Santa Maria, de Curitiba

4) Proporciona melhor aproveitamento do tempo ocioso

Uma criança que passa a tarde sozinha em casa dificilmente usará o tempo ocioso para estudar, como lembra Josiane Conke, coordenadora do período integral do colégio Marista Santa Maria, de Curitiba. "Muitas vezes as crianças passam a tarde com babás eletrônicas: tevês, videogame, etc. E enquanto estão na escola, elas têm vivências muito mais ricas."

5) Afasta o risco social

"É muito mais difícil uma criança que estuda em período integral se envolver com drogas ou ter problemas sociais", afirma Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo. "As crianças não ficam com tempo ocioso, não dá tempo de pensar em aprontar", acrescenta.

6) Possibilita a orientação dos estudos e das tarefas

É muito importante que a criança desenvolva o hábito de estudo e consiga organizar o tempo para aprender as várias matérias do currículo. Em casa, isso é mais difícil, ainda mais sem os pais para fiscalizar. "Na escola, os alunos são assistidos por professores, que são polivalentes, mas também existem professores especialistas, que auxiliam em necessidades mais específicas', conta Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo "São profissionais especializados, que vão dar a essas crianças um acompanhamento pedagógico de qualidade", acrescenta Josiane Conke, coordenadora do período integral do colégio Marista Santa Maria, de Curitiba.

7) Oferece orientação nutricional

Pais ocupados não têm tempo de cuidar da alimentação dos filhos como deveriam. E a culpa por estarem fora o dia todo faz, muitas vezes, com que permitam que os filhos consumam em excesso alimentos de baixo valor nutricional. Na escola, isso não acontece. "Aqui há um nutricionista que elabora o cardápio das crianças. Elas têm lanche da manhã, almoço e lanche da tarde na escola", diz Karin D. Flores, coordenadora do turno integral do colégio La Salle Dores, de Porto Alegre. Além do acompanhamento nutricional, o colégio Marista Santa Maria traz um diferencial. "As famílias podem almoçar no nosso refeitório com as crianças, o que aproxima os pais da vida escolar dos filhos", afirma Josiane Conke, Coordenadora do Período Integral da escola. No colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo, as refeições não estão inclusas no período integral, mas existe a preocupação com o que os alunos comem nos dois restaurantes e nas cantinas da escola. "A gente acabou com refrigerante, só tem uma vez por semana. Em vez disso, há sucos e água de coco natural. Tem também a preocupação com a parte nutricional, nada muito rígido, mas existe uma orientação", afirma Myriam Tricate, diretora-geral do colégio.

8) Melhora a convivência em família

Depois de trabalhar o dia todo e chegar em casa cansados, você ainda precisa verificar as tarefas dos filhos e ajudar com as dúvidas. Isso quando a lição de casa foi feita. Caso contrário, é preciso cobrar. E essa cobrança, misturada à exaustão da dupla jornada de "pai-profissional", acaba causando conflitos em família. "O aluno que estuda em período integral chega em casa com as tarefas prontas, o que melhora a convivência em família", afirma Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo. Segundo Karin D. Flores, coordenadora do turno integral do colégio La Salle Dores, de Porto Alegre, o período integral deixa a criança livre para aproveitar a família, sem obrigações. "As crianças do integral aproveitam o fim de semana para descansar, não precisam estudar, fazer lição. Usam o tempo livre para curtir a família", ressalta.

9) Supre carências de lazer, cultura e acesso à tecnologia

Além dos esportes, as escolas que trabalham com período integral oferecem diversas atividades de lazer, cultura e tecnologia aos alunos. "Temos aula de informática, oficina de artes plásticas, oficina de expressão corporal, oficina de música e culinária, entre outras atividades", conta Karin D. Flores, coordenadora do turno integral do colégio La Salle Dores, de Porto Alegre. No colégio Magno/Mágico de Oz, os alunos podem praticar esportes de aventura, robótica e esgrima, atividades que não costumam fazer parte do cotidiano da maioria das crianças. "Aqui na escola tem absolutamente tudo que eles precisam, gostam e querem fazer, com a vantagem de que todas as atividades são pensadas pedagogicamente", ressalta Myriam Tricate, diretora-geral do colégio.

10) Desenvolve hábitos de higiene

Qual pai nunca levou um baile para convencer o filho a entrar no banho? E para fazê-lo escovar os dentes, então? Mas quando a criança está em grupo e todos os amiguinhos lavam as mãos antes de comer ou escovam os dentes após as refeições, fica mais fácil ensinar e criar hábitos de higiene. "As crianças saem da natação e vão automaticamente para o banho, sem crise", conta Myriam Tricate, diretora-geral do colégio Magno/Mágico de Oz, de São Paulo. "Na educação infantil, temos uma clínica, cadeira de dentista, e costumamos chamar profissionais para conversar com os alunos sobre higiene bucal, o que torna o hábito mais natural", complementa.

0 comentários:

E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

Então acesse clicando aqui
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.