Pages

19 de setembro de 2009

Analfabetismo: uma dívida impagável?

A divulgação nesta sexta-feira de que o Brasil continua com uma taxa de 10% de analfabetismo entre jovens e adultos reflete a ineficiência dos programas lançados até aqui.

Em 2003, quando o presidente Lula tomou posse, o então ministro da Educação Cristovam Buarque falava em erradicar o analfabetismo.

Hoje, os dados da Pnad-2008 mostraram que o país tinha, no ano passado, 14,2 milhões de analfabetos com idade acima de 15 anos.

Nesta década, o governo federal já gastou cerca de R$ 1 bilhão para ensinar jovens e adultos a ler e escrever. Alguém tem dúvida de que a estratégia não funcionou?

À medida que a década avança, fica cristalina a dificuldade do poder público de oferecer o mínimo do mínimo de educação à população adulta que não frequentou a escola na infância.

É verdade que a universalização do acesso à educação básica fechou a torneira do analfabetismo.

Mas parece que continuaremos convivendo com legiões de iletrados até que as crianças de hoje envelheçam.

Fonte: Educação à brasileira / Demétrio Weber

0 comentários:

E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

Então acesse clicando aqui
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.