Pages

11 de junho de 2011

Teóricos da educação - John Dewey


John Dewey nasceu em 1859 em Burlington, uma pequena cidade agrícola do estado norte-americano de Vermont. Na escola, teve uma educação desinteressante e desestimulante, o que foi compensado pela formação que recebeu em casa. Ainda criança, via sua mãe confiar aos filhos pequenas tarefas para despertar o senso de responsabilidade. Foi professor secundário por três anos antes de cursar a Universidade Johns Hopkins, em Baltimore. Estudou artes e filosofia e tornou-se professor da Universidade de Minnesota. Escreveu sobre filosofia e Educação, além de arte, religião, moral, teoria do conhecimento, psicologia e política. Seu interesse por pedagogia nasceu da observação de que a escola de seu tempo continuava, em grande parte, orientada por valores tradicionais, e não havia incorporado as descobertas da psicologia, nem acompanhara os avanços políticos e sociais. Fiel à causa democrática, ele participou de vários movimentos sociais. Criou uma universidade-exílio para acolher estudantes perseguidos em países de regime totalitário. Morreu em 1952, aos 93 anos. 


Quantas vezes você já ouviu falar na necessidade de valorizar a capacidade de pensar dos alunos? De prepará-los para questionar a realidade? De unir teoria e prática? De problematizar? Se você se preocupa com essas questões, já esbarrou, mesmo sem saber, em algumas das concepções de John Dewey, filósofo norte-americano que influenciou educadores de várias partes do mundo. No Brasil inspirou o movimento da Escola Nova, liderado por Anísio Teixeira, ao colocar a atividade prática e a democracia como importantes ingredientes da educação. 

Dewey é o nome mais célebre da corrente filosófica que ficou conhecida como pragmatismo, embora ele preferisse o nome instrumentalismo – uma vez que, para essa escola de pensamento, as idéias só têm importância desde que sirvam de instrumento para a resolução de problemas reais. No campo específico da pedagogia, a teoria de Dewey se inscreve na chamada educação progressiva. Um de seus principais objetivos é educar a criança como um todo. O que importa é o crescimento – físico, emocional e intelectual. 

O princípio é que os alunos aprendem melhor realizando tarefas associadas aos conteúdos ensinados. Atividades manuais e criativas ganharam destaque no currículo e as crianças passaram a ser estimuladas a experimentar e pensar por si mesmas. Nesse contexto, a democracia ganha peso, por ser a ordem política que permite o maior desenvolvimento dos indivíduos, no papel de decidir em conjunto o destino do grupo a que pertencem. Dewey defendia a democracia não só no campo institucional mas também no interior das escolas.


Influenciado pelo empirismo, Dewey criou uma escola-laboratório ligada à universidade onde lecionava para testar métodos pedagógicos. Ele insistia na necessidade de estreitar a relação entre teoria e prática, pois acreditava que as hipóteses teóricas só têm sentido no dia-a-dia. Outro ponto-chave de sua teoria é a crença de que o conhecimento é construído de consensos, que por sua vez resultam de discussões coletivas. “O aprendizado se dá quando compartilhamos experiências, e isso só é possível num ambiente democrático, onde não haja barreiras ao intercâmbio de pensamento”, escreveu. Por isso, a escola deve proporcionar práticas conjuntas e promover situações de cooperação, em vez de lidar com as crianças de forma isolada.

Leia também

Teóricos da educação - Vygotsky

Teóricos da educação - Vygotsky e seus Estudos

Teóricos da educação - Johann Amos Comenius

Teóricos da educação - Jean Jacques Rousseau

Teóricos da educação - Jean Piaget

Teóricos da educação - Maria Montessori

Teóricos da educação - Ovide Decroly

Teóricos da educação - Freud

Teóricos da educação - Freud e o desenvolvimento

Teóricos da educação - Jean Piaget - Parte 2

Teóricos da educação - Skinner

Teóricos da educação - Rogers

Teóricos da educação - Jean Piaget - Parte 3

Teóricos da educação - Emilia Ferreiro e a alfabetização

Teóricos da educação - John Dewey

Teóricos da educação - Vygotsky e o desenvolvimento proximal

Teóricos da educação - Estágios segundo Piaget

Teóricos da educação - Pestalozzi

Teóricos da educação - John Dewey e a escola nova

Teóricos da educação - Freinet

Teóricos da educação - Wallon

Leia também:

Teóricos da educação - Jean Piaget

Teóricos da educação - Jean Piaget - Parte 2

Teóricos da educação - Jean Piaget - Parte 3

Uma abordagem sobre o construtivismo

A criança e o número

Teóricos da educação - Estágios segundo Piaget

Leia também

Teóricos da educação - Vygotsky

Teóricos da educação - Vygotsky e seus Estudos

Teóricos da educação - Johann Amos Comenius

Teóricos da educação - Jean Jacques Rousseau

Teóricos da educação - Maria Montessori

Teóricos da educação - Ovide Decroly

Teóricos da educação - Freud

Teóricos da educação - Freud e o desenvolvimento

Teóricos da educação - Skinner

Teóricos da educação - Rogers

Teóricos da educação - Emilia Ferreiro e a alfabetização

Teóricos da educação - John Dewey

Teóricos da educação - Vygotsky e o desenvolvimento proximal

Teóricos da educação - Pestalozzi

Teóricos da educação - John Dewey e a escola nova

Teóricos da educação - Freinet

Teóricos da educação - Wallon

0 comentários:

E ai, gostou do que leu? Que tal ver o blog atualizado?

Então acesse clicando aqui
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.